Lançado centro de referência em pesquisa para Energia Solar em Petrolina

Ato foi realizado na cidade do Sertão. O ministro de Minas e Energia, Fernando Filho (PSB), participou

Lançamento do Cresp ocorreu nesta quarta-feira (21), em Petrolina

A cidade de Petrolina, no Sertão pernambucano, vai ganhar um centro de referência em energia solar. O lançamento do projeto do Cresp (Centro de Referência em Energia Solar de Petrolina) ocorreu nesta quarta-feira (21) com a participação do ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho (PSB). O ato foi realizado no auditório do Sest/Senat do municí­pio e contou com as presenças do presidente da Chesf, Sinval Gama, do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), do prefeito Miguel Coelho (PSB) e do deputado federal João Fernando Coutinho (PSB).

Além do centro de referência, serão instaladas placas fotovoltaicas na região para pesquisa e captação de energia solar. O investimento total, que estão¡ sendo realizado pela Chesf, é de R$ 210 milhões.”Temos no Semiárido brasileiro um enorme potencial para a exploração de energia solar e eólica e é fundamental que possamos desenvolver esta capacidade, para gerar riqueza e oportunidades para o Nordeste e uma energia mais limpa e segura para o Brasil, afirmou o ministro.

O projeto vinha sendo debatido pela estatal desde 2012. “Nos próximos anos Petrolina se tornará¡ destino internacional para pesquisas de mestrado e doutorado, isso é muito importante porque qualifica nossas universidades”, destacou.

A primeira etapa do projeto é a construção de uma planta fotovoltaica para geração de energia elétrica com 3MW, sendo uma de 2,5MW, denominada de Planta Básica, e outra de 0,5MW, chamada de Tecnológica, onde serão realizadas pesquisas. Os estudos da Chesf demonstram que Petrolina é uma das cidades com maior potencial para aproveitamento da energia solar no Paí­s. “Estamos iniciando projeto para construir uma usina fotovoltaica centralizada de alto rendimento”, afirmou Sinval Gama.

A segunda planta terá tecnologia heliotérmica de calha parabólica e a terceira, será com tecnologia heliotérmica de torre central. Além disto, será concluída a planta Fotovoltaica Flutuante, no Lago de Sobradinho, que teve a construção iniciada em 2016.

Fonte: Blog da Folha (folhape.com.br)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *